segunda-feira, maio 20, 2024
HomeEquipe BomvalorRecuperação econômica acelera mercado imobiliário neste início de ano

Recuperação econômica acelera mercado imobiliário neste início de ano

O desempenho da economia nacional surpreende com números cada vez mais propícios neste final de ano. Neste contexto, o segmento da construção civil apresenta-se como um dos mais estratégicos e primordiais, não só por sua importância na cadeia produtiva nacional, movimentando inúmeras indústrias fornecedoras de insumos e exercendo uma relevante função social como uma das indústrias que mais empregam e geram renda para milhões de pessoas.

Um dos alicerces da indústria da construção civil, o setor imobiliário cresce a passos largos e prevê fechar 2022 com um dos melhores resultados da última década, tendo na estabilidade econômica e na valorização imobiliária o cenário ideal para o crescimento da demanda.

Há boas oportunidades tanto de compra de imóveis para uso residencial exclusivo, quanto compra compartilhada de ativos residenciais. Também são tendências promissoras os imóveis que atendem ao home office e edifícios que possuem uma oferta integrada de serviços coletivos. Os lançamentos imobiliários, as reestruturações de edificações de lajes corporativas e as obras de alteração das características de uso acenam com perspectivas muito positivas também. Além disso, há localidades que representam boas oportunidades, com demanda acima da oferta de imóveis.

No Distrito Federal, por exemplo, a queda na oferta de propriedades novas já é percebida, especialmente nas regiões do Plano Piloto, Guará e Águas Claras. O pedido crescente por imóveis na planta, que já acumula este ano um aumento de 22% em relação a 2021, aliado à redução no volume de novos lançamentos no 2º semestre, deverá reduzir a oferta imobiliária no DF, com maior pressão no preço dos imóveis novos, logo no início de 2023.

A valorização real dos imóveis acima da inflação, em curva ascendente, desde agosto de 2022, aliada à alta demanda, à queda da oferta e, sobretudo, às atualizações de preço previstas para o início do próximo ano, com a finalidade de recompor as margens das incorporadoras, cria o contexto ideal para quem, neste instante, decidir pela aquisição do imóvel almejado, também visando ganhar depois com a perspectiva de valorização imobiliária.

A inflação controlada e o INCC (Índice Nacional da Construção Civil) em ritmo próximo de zero – o menor índice dos últimos três anos –, estimulam um campo mais estável e de normalização nos custos dos insumos da construção civil, inclusive para quem opta pela aquisição de um imóvel em construção, como maneira de viabilizar a concretização do sonho de comprar a propriedade ideal. 

As previsões de crescimento do PIB acima de 2,5% em 2022 é outro fator que estimula o mercado. Atividade produtiva em alta no País significa mais emprego e renda, gerando um campo mais seguro e propício para investidores e consumidores em geral, impactando de maneira positiva o mercado imobiliário.

Autor convidado:
Adriano Baltazar Lay – Head de Operações da Leiloei

Equipe Bomvalorhttps://www.bomvalor.com.br
Nós somos da equipe de marketing da Bomvalor. Postamos os artigos e principais notícias relacionadas à empresa, suas soluções e o mercado de leilões e blockchain.
Posts relacionados

Mais lidos

Comentários recentes